• fotos_blog

Marketing Digital: a taxa de relevância de anúncios

Jackson Henrique Social Media

22/12/2017

O digital veio para reinventar a forma de se fazer publicidade. Se nos meios tradicionais, como a TV, as publicidades não possuem filtros (homens assistem a comerciais de absorvente e mulheres assistem a comerciais de lâmina de barbear), no digital nada disso acontece. Quem gosta de cinema vê anúncios sobre filmes, já quem gosta de rock and roll fica por dentro dos melhores shows de rock, principalmente nos anúncios em redes sociais como o Facebook e o Instagram.

Se nos meios tradicionais quem paga mais aparece no melhor espaço ou horário nobre, no digital esse conceito perde força. Pagar mais caro não é garantia de que seu anúncio será mais exposto, pois os algoritmos das redes sociais consideram um fator muito importante: a taxa de relevância.

 

A taxa de relevância é uma nota de 0 a 10 que o Facebook atribui ao anúncio, baseado no interesse dos usuários por aquele anúncio. O Facebook mensura, principalmente, o número de pessoas que clicam no anúncio ou em um link presente no anúncio. Mensura também o número de pessoas que curtem, comentam ou compartilham . Se, das pessoas que virem o anúncio, um percentual muito pequeno realizar alguma das ações acima, a taxa de relevância atribuída pelo Facebook será baixa e, consequentemente, seu anúncio custará mais caro. Cada público-alvo tem seu próprio custo, baseado no número de anunciantes que estão disputando aquele público.

 

Vamos a um exemplo prático:

Imagine duas lanchonetes concorrentes disputando o mesmo público, no mesmo bairro. Cada uma cria um anúncio. Se o anúncio da lanchonete A receber nota de relevância 7, e o da lanchonete B receber nota de relevância 3, a lanchonete A terá um custo (hipotético) de R$ 2 por cada 1000 pessoas que virem o anúncio, ao passo que a lanchonete B terá um custo de R$ 4,50.

O dono da lanchonete A investiu 10 reais no anúncio, e seu anúncio apareceu para 5 mil pessoas (R$ 2 para cada 1000). Já o dono da lanchonete B investiu 15 reais, e mesmo assim seu anúncio apareceu para pouco mais de 3 mil pessoas.

O anúncio da lanchonete A pode ter sido mais atrativo, pois tinha uma imagem que despertava o apetite, um texto curto e chamativo, e assim recebeu mais cliques e curtidas.

 

Embora a lanchonete B tenha investido mais, seu anúncio foi menos relevante, despertou menos interesse, e o Facebook entendeu que as pessoas preferiam ver o anúncio da Lanchonete A. O Facebook não vai impedir que nenhuma das lanchonetes veiculem seus anúncios (salvo se infringirem alguma diretriz), porém cobrará mais para que o anúncio menos relevante (ou menos interessante) seja exibido para a mesma quantidade de pessoas.

 

Isso acontece pelo fato de as empresas do mundo digital prezarem muito pela boa experiência de uso de seus usuários. Essas empresas entendem que parte da satisfação do usuário com sua plataforma está no fato de serem impactados por anúncios que sejam de seu real interesse, já que ninguém gosta de ver anúncios desinteressantes.

 

Como deixar meu anúncio mais relevante?

Primeiro passo: segmente bem. Se você tem uma sorveteria frequentada pelo público adolescente, de nada adianta criar um anúncio para pessoas entre 15 e 50 anos de idade. Os adultos presentes neste público não vão se interessar pelo seu anúncio e sua taxa de relevância cairá. É importante entender que na internet menos é mais. Tentar abrir o leque para atingir mais gente não é bom.

Segundo passo: comunique bem. Os anúncios devem ser chamativos e sucintos. Caso precise inserir uma grande quantidade de texto na descrição do seu anúncio, tenha uma chamada impactante para captar o usuário. As imagens usadas nos anúncios devem ser igualmente atraentes, isso fará com que mais usuários cliquem e seu anúncio seja mais relevante.

 

Espero que tenham gostado e se precisarem de uma ajudinha para deixar seus anúncios mais relevantes, estamos à disposição ;)


Sobre o Autor

author Um pouco de engenheiro, um pouco de arquiteto, um pouco de publicitário. Catarinense apaixonado por internet, adora café. Bem humorado, gentil e disléxico.